quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Pasteleira bicampeã do Melhor Pastel de Feira de SP dá receita do sucesso

Assista a reportagem acessando o BLOG

video

O que tem vendido bastante é o pastel da dona Maria. O quitute ganhou pela segunda vez o título de melhor pastel de Feira de São Paulo. O Bom Dia Brasil foi atrás da receita e descobriu uma história de sucesso de uma empreendedora brasileira.

Essa história começa com uma modesta barraquinha de pastel de feira. Agora, dona Maria já tem uma fábrica com quarenta funcionários. Essa brasileira, cheia de energia e ideias, mostra qual é o segredo para conquistar paladares e se destacar no mercado.

A pasteleira Maria Kuniko Yonaha usa carne moída, cebola e salsinha, mas sempre com um toque inovador. “Esse ano arrisquei com limão siciliano e esse tempero deu um diferencial. Hoje está todo mundo querendo experimentar o tempero do pastel de carne da Maria com limão”, diz a pasteleira.

A receita do recheio do pastel Dona Maria conta, mas faz segredo sobre o faturamento de uma das pastelarias mais famosas da cidade. “Eu não posso falar porque é complicado”, disse.

Ao todo são 1,2 mil quilos de massa, 200 quilos de queijo e 700 quilos de carne por semana.

O movimento da cozinha mostra como ferve o negócio. É de um galpão que saem os pastéis que abastecem uma barraca e uma pastelaria na Zona Oeste da capital paulista.

Foi o melhor pastel de feira de São Paulo em 2009, vice em 2010 e bicampeão este ano. Cada concurso da prefeitura que ela vence traz mais clientes. “Em Pinheiros, na feira, parece que dobrou de ontem para hoje, dobrou a venda”, revela dona Maria.

Dona Maria se preocupava com os custos do galpão. Por isso, abriu um ponto comercial para ajudar a pagar o aluguel e explodiu no bairro. Funciona das 9h às 20h, sempre cheio. Já paga aluguel, os 40 funcionários e até uma poupança que vai ajudar a pastelaria a crescer ainda mais.

O gerente do Sebrae, Alexandre Martins, foi conhecer o modelo de negócio e viu bons exemplos de empreendedorismo. O produto que sempre surpreende o cliente, o conhecimento do mercado, são 30 anos de experiência na barraca da feira, e, principalmente, planejamento.

“Ela fez um estudo, calculou os riscos e decidiu que para dar esse passo precisava aumentar mais um ponto e foi, passo a passo, ampliando o seu negocio.”, explica o consultor do Sebrae, Alexandre Martins.

Muito antes de convencer o júri do concurso da prefeitura, Dona Maria ganhou seu público. “É muito bom e diferente”, destaca a professora Lissandra Burim. “É especial. A higiene também do local com lugar para lavar a mão. Você vê todo mundo de luva, de touca, sem contar o sabor, que é diferenciado, sequinho e bom”, afirma o estudante Leonardo Pereira de Melo.

“O segredo eu não sei. É difícil”, comenta o menino Pedro Felipe de Novaes Borges.

Dona Maria vai dar mais um passo nessa carreira empreendedora e vai lançar uma franquia.

Fonte: Bom Dia Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário